quinta-feira, 24 de março de 2011

Raúl Solnado e a Vaca Cornélia

Concurso-Divertimento     Neste ano de 77, vigésimo aniversário da RTP, para além de "Gabriela" outro programa de grande entretenimento iria ficar na história da televisão: "A Visita da Cornélia", um concurso-divertimento onde os concorrentes eram as estrelas e onde muitos talentos vieram mesmo a ser descobertos.
   

Raúl Regressa     "A Visita da Cornélia" marcou igualmente o regresso de Raúl Solnado aos ecrãs da televisão. Ele era o rosto do programa que, todas as semanas, oferecia música, provas a serem superadas, estrelas do mundo do espectáculo e tudo num grande ambiente de festa e diversão.
   

Um belo par     Para além do regresso de Raúl Solnado, "A Visita da Cornélia" teve ainda o condão de fazer regressar uma colaboração de ouro, juntando Raúl, um homem cheio de talento na apresentação e representação, a Fialho Gouveia, um grande profissional de televisão. Juntos, fizeram d'"A Visita da Cornélia" um grande espectáculo.
   

Por à Prova     Os temas do concurso eram: Cultura Geral, Código da Estrada, Constituição Portuguesa e Direitos do Homem. Mas o que realmente fazia este concurso diferente eram as provas criativas. Os concorrentes mostravam o que valiam em provas de verdadeiro talento e muitos arrebatando a plateia presente e o público em casa.
   

Música e mais música!     Um outro elemento forte d'"A Visita da Cornélia" era possuir um grande toque de espectáculo, resultado da boa orientação e conhecimento do meio de Solnado e Fialho. Daí que a música fosse um elemento fundamental. Nas palavras de Solnado: "(...)uma das características (...) é ter música, muita música: tem um conjunto, tem um cantor convidado em cada sessão, a própria vaca "Cornélia" poderá trazer um presente, como um cantor, uma entrevista, pelo que tudo funciona como 'show'".
   

B.I. da Cornélia     Mas é inegável que um dos factores mais importantes para o sucesso deste concurso foi a própria vaca Cornélia, sempre animada e divertida. Malhada, laço grande ao pescoço e sentido apurado do discurso, era uma vaca diferente, que falava. Uma voz fininha e doce, Cornélia fazia as delícias dos espectadores, até porque era a única capaz de levar Raúl Solnado à birra! Mas que se podia fazer com uma vaca que tanto era vaidosa como simpática!?
   

O júri     "A Visita da Cornélia" distinguiu-se também pelo júri. Cinco pessoas eram convidadas, e davam na altura própria o seu parecer e os seus votos, relativamente às provas dos concorrentes. No final do programa, eram tão conhecidas quanto o próprio Solnado. Os seus nomes: Raúl Calado, publicitário na prática e no professorado; Maria João Seixas, formada em filosofia e pedagoga atenta aos problemas da criança e da mulher; Sttau Monteiro, advogado não praticante, escritor de romances e peças de teatro e jornalista; Maria Leonor, locutora e produtora de rádio, apresentadora e entrevistadora de televisão; e Paulo Renato, actor e encenador.
   

Villaret e Pódio     O Teatro, onde decorriam o programa e por onde muito passou. Os melhores concorrentes foram ficando, de uma semana para a outra, conquistando prémios e popularidade. No final, o pódio teve três nomes: em 3º lugar, Rui Guedes; em 2º José Fanha; e o grande vencedor Vasco Raimundo.
   

Críticas... boas     O "Expresso" dedicou mesmo 4 págs. para explicar o porquê do sucesso e do valor da "Visita da Cornélia", mas a boa receptividade crítica estava também nas pessoas que, durante a semana, comentavam o que se havia passado. E a prova final estava nas segundas-feiras à noite, quando o programa passava na RTP e cujas audiências não mentiam quanto à sua popularidade.
   

Para sempre     Apesar de anos depois a "Cornélia" ter voltado à televisão, o facto é que os que viram esta primeira série não a esquecem, até porque foi um grande abalo no cenário não só televisivo em Portugal, como cultural e social. A par com a estreia de "Gabriela", era o nascimento da cultura do espectáculo da televisão.

Site RTP