domingo, 22 de junho de 2008

TV Memória

As recentes alterações à grelha da TV Cabo libertaram espaço para que surgisse no alinhamento do operador da PT um novo canal da televisão pública: a RTP Memória.

A ideia, em teoria, é excelente, se nos lembrarmos das pérolas televisivas que a empresa terá no seu arquivo de décadas. Mas, na prática, o que se vê é de uma pobreza franciscana.

Entrevistas com Manuel Monteiro, quando ele era ainda o recém-eleito presidente do CDS, sem um qualquer enquadramento que justificasse a repetição, jogos de futebol, sem qualquer característica especial, realizados há década e meia, debates sobre a localização da nova ponte sobre o rio Tejo, enfim, até parece que o critério foi começar a repetir sem qualquer critério, assim a modos de fazer uma busca e mandar para o ar os primeiros programas que apareceram em lista de exibição.

Este é um mau serviço aos portugueses que pagam, pelo menos, 20 euros por mês pelo serviço da TV Cabo. Alegará a RTP que esta é, ainda, uma fase experimental e que, num futuro próximo, as coisas vão mudar. Pode funcionar como explicação, mas não convence ninguém.

O período experimental poderia ter sido realizado em canal fechado e ninguém garante que para fazer experiências tem que ser à custa de absurdos como os atrás descritos.

Vamos aguardar que, depois desta desconsideração, se faça luz nos responsáveis pela programação do canal e que, em tempos de exposição real, o panorama mude. Sei lá, com o Tal Canal (Herman José), com o Zip-Zip, com A Visita da Cornélia, com séries que fizeram sucesso (se é que o canal público detém os direitos de reposição).

Uma Péssima Memória - José Manuel Rocha, Público, 19/11/2004